quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Poesia de cordel e Música Popular Brasileira

video
CORDEL PARA SE CANTAR

No post anterior, falei do cordel ME ENGANEI COM MINHA NOIVA, de Luiz Campos, e de sua gravação no CD de Genildo Costa.
Isso me fez lembrar de inúmeros exemplos de músicas que utilizam os versos de cordel em sua letra. O próprio Genildo gravou músicas como MEU BRASIL DE CANTO A CANTO, com letra de Antonio Francisco, em “dez pés em quadrão”, e BAIXO ASSU, de Crispiniano Neto, um espetáculo de martelo agalopado.
O martelo agalopado é encontrado também na voz de Elba Ramalho, quando gravou os versos de Ivanildo Vilanova, IMAGINE O BRASIL SER DIVIDIDO/ E O NORDESTE FICAR INDEPENDENTE, e na voz de Zé Ramalho e Amelinha em MULHER NOVA BONITA E CARINHOSA/ FAZ UM HOMEM GEMER SEM SENTIR DOR.
De patativa do Assaré, Luiz Gonzaga gravou A TRISTE PARTIDA, e Fagner gravou VACA ESTRELA E BOI FUBÁ.
Se você lembra de mais alguma música feita a partir de versos de cordel, envie um comentário, para que outros tenham acesso.
Encerro com um “galope à beira mar” de Antonio Francisco:

NA BEIRA DO MAR
Antonio Francisco e Mazinho
Na beira do mar, um pouco apressado,
O tênis esquerdo caiu do meu pé.
Parei pra calçá-lo, aí eu dei fé
Das coisas que antes não tinha notado;
O meu coração bateu apressado,
Pedindo a mim mesmo pra me perdoar
Por não ter parado nunca pra olhar
As coisas que tem no mar pra se ver,
Não fiz outra coisa somente escrever
As coisas que tem na beira do mar.

Na beira do mar tem fonte que chora,
Dunas de areias com ventos uivantes,
Marés ritmadas com ondas gigantes,
Coqueiros, palmeiras que formam a flora...
Tem peixe que pula da água pra fora,
Tem outros que sabem até mesmo voar,
Golfinhos que dão cambalhotas no ar,
Na crista da onda, quando ela se agita,
Tem vento que canta, gaivota que grita,
Brincando de tique na beira do mar.

Na beira do mar eu parei um segundo
Para observar um grande coqueiro,
Mas parecia um velho guerreiro
Em fim de carreira cansado e corcundo:
Raízes de fora, quase moribundo,
Pedindo pro vento vir lhe derrubar,
Que antes a morte do que recordar
Que toda a sua vida, suaves marés
Vinham de manhã lamber os seus pés,
Com a língua gelada da boca do mar.

Na beira do mar, um pouco sisudo,
Chapéu na cabeça, cobrindo o semblante,
E me perguntando qual fabricante
Que se lembrou de fazer isso tudo?
Qual engenheiro que tem tanto estudo?
A cabeça fervia de tanto pensar.
Mas disse-me o vento, no seu linguajar:
Esfria a cabeça e tira o chapéu,
Quem fez isso tudo reside no céu...
Só deixou as pegadas na beira do mar.

24 comentários:

  1. olá Mairton, mas que beleza, até a música de Antonio e Mazinho...botei o link na página da Queima-Bucha, abs

    ResponderExcluir
  2. eu quero uma literatura de cordel para o colegio vcs nao entendem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a vc quer uma leteratura de cordel vai nesse site:http://.wikipedia.org/wiki/literatura_de_cordel

      Excluir
    2. q burro se foose pra ir no wikipedia ela ia colocar no google literatura de cordel wikipedia,mas não vai no wikipédia não vai no SUA PESQUISA

      Excluir
  3. Olá!
    Gostaria de saber se há algum lugar que eu possa obter a mídia das músicas de cordel- estou fazendo uma peça teatral hambientalizada na Bahia, e esse tipo de música me seria muito rica!
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  4. eu gostei muito dos poemas dele e aqui estou para lhe falar cordel nao sou mas como ele vou um poema recitar obrigado no final para mal educado nao parecer obrigado para quem tiver a graça de ler obrigado!

    ResponderExcluir
  5. parabens pelo blog...
    Na musica country VIRGINIA DE MAURO a LULLY de BETO CARRERO vem fazendo o maior sucesso com seu CD MUNDO ENCANTADO em homenagem ao Parque Temático em PENHA/SC. Asssistam no YOUTUBE sessão TRAPINHASTUBE, musicas como: CAVALEIRO DA VITÓRIA, MEU PADRINHO BETO CARRERO, ENTRE OUTRAS...
    é o sonho eterno de BETO CARRERO e a mão de DEUS.

    ResponderExcluir
  6. Adorei o blog. maravilhoso, estava pesquisando sobre cordel.. pois estamos montando um grupo em nossa cidade. O nosso site: https://sites.google.com/site/candeeirosdaarte/home que envolve musica, teatro, fotografia.. poesia.. tuDo que tem haver com expressões culturais. É muito boM saber que outros o fazem tambem, eu tenho interesse no grupo de musica , trabalhando com cordel e maracatu, com instrumentos como violão e percussão ... falando do dia-a-dia do interior de Goiás.. de fatos que estão sendo perdendo com o tempo,na intenção de resgatar um pouco disso, pois na oralidade se tem historias ricas e importantes que revelam muitas das vezes fatos de um passado e presente que na historia escrita se perde, muitas vezes por não ser vista de forma relevante. Temos comunidade no orkut tmbm é: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=106652821 . Um abraço enorme. Espero que possamos trocar experiências.

    Silmara S. Cardoso
    Jataí-Goiás.
    e-mail: sysyanjinha@gmail.com

    ResponderExcluir
  7. Bom Dia,

    Com licença,,





    GALOPE A BEIRA MAR ((Edmilson Garcia))


    Ja fui cantador,de beira de estrada
    nao ganhava nada,mas tinha prazer
    pacientemente, sem me maldizer
    queria vencer, a minha jornada
    ate que um dia, numa vaquejada
    muitos menestreis, lá foram cantar
    pedí uma chance,pra me apresentar
    cantei, e o povo, me deu nota mil
    hoje eu faço verso, por todo o brasil
    NOS DEZ DE GALOPE NA BEIRA DO MAR

    Vendí dez fazendas, no sul da Bahía
    e comprei uma praia, em Minas Gerais
    fui lá em Goiânia, sem ir em Goiás
    botei o Brasil, dentro da Turquía
    comprei o Japão, por baixa quantía
    troquei a Amazônia, por Madagascar
    e para o Nordeste, nao me reclamar
    levei a Suíça,lá pra o meu Sertão
    parece absurdo,"minha afirmação"
    MAS ISSO É GALOPE, NA BEIRA DO MAR

    Já fui empurrado, numa ribanceira
    De baixo pra cima, mas caí em pé
    Já fui aplaudido, la em Guaxupé
    Porque tratei mal, u`ma linda mineira
    Já dei aulas cênicas à Tarcísio Meira
    Ensinei à ele, à representar
    Já comprei a globo, so falta pagar
    Mas isso é de menos, so falta um bilhão
    Já falei com o banco,amanhã ta na mão
    NOS DEZ DE GALOPE NA BEIRA DO MAR

    C`um litro de mel,salguei o oceano
    C`um saco de sal, adocei o mundo
    Sonhei acordado, num sono profundo
    Vivi quatro séculos, em menos de um ano
    Voltei sem ter ido,ao vaticano
    Visitei o Papa, pelo celular
    Já fiz um discurso, sem nada falar
    Expulsei Obama, do seu gabinete
    Troquei s`ua cadeira, por um tamborete
    NOS DEZ DE GALOPE, NA BEIRA DO MAR

    ResponderExcluir
  8. valeu me ajudou a fazer um trabalho escolar vcs sao d+ bjos deus abencoe todos que entrar no blog

    ResponderExcluir
  9. Adorei o site..
    é bom saber q existe pessoas q nunca esqueçe suas raizes..
    Obrigada...
    Sou apaixonada pelo Cordeis em prosa...

    ResponderExcluir
  10. Que horror..

    odieei.. odeeio cordeeeeeel '

    ResponderExcluir
  11. Qua legal acho muito legal musicas que rimam

    ResponderExcluir
  12. como eu faço para imprimir textos

    ResponderExcluir
  13. gostei muito desse cite de cordel

    ResponderExcluir
  14. Eu nao gostei nem um pouco desse saite.Porque aquilo ali nao e cordel.

    ResponderExcluir
  15. eu nao gostei desse saite porque aquilo ali nao era literatura de cordel.

    ResponderExcluir
  16. olá...
    Gostaria de relembrar uma poesia que diz entre outras coisas,,,(chero,flo,mangericão, e pra lá do ribeirão uns pesinhos de café......

    ResponderExcluir
  17. Ola.

    Meus respeitos a voce que nao gosta de poesia de cordel,
    tem direito de gostar e de nao gostar,

    e a voce que disse que odeia cordel,,

    tudo bem.
    mas,,,,,,,,,,,( um mais um) pelo menos isso voce sabe quanto é, nao é?????faça as contas,,,,,,,,,,,,

    ResponderExcluir
  18. Gostar de cultura é coisa pra gente no mínimo inteligente, gente que tem identidade cultural e se a respeito por ter personalidade própria, sem se deixar levar pela imposição midiática.

    ResponderExcluir
  19. eu queria um cordel que fala na musica nordestina e não um cordel que leia num ritmo. coloquem isso por favor

    ResponderExcluir
  20. A nossa cultura é muito rica, me apaixonei pela literatura de cordel quando viajei ao nordeste e eu como professora e apreciadora da cultura brasileira não poderia deixar de dar os parabéns pra todos os artistas que engrandecem nosso Brasil com tal arte maravilhosa!!!!

    ResponderExcluir